Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Cadê Você, Jamie Lee Curtis, de HALLOWEEN? E aí, meu irmão, cadê você?

Filha de um dos casais mais importantes do cinema, Tony Curtis (1925-2010) e Janet Leigh (1927–2004), Jamie Lee Curtis começou na TV - especialmente na série O Caso das Anáguas, em 1977 e 78 - como é usual no início da trajetória de atores sem muita experiência. Mas ainda estavam reservados vários sucessos e surpresas na carreira da atriz...

O primeiro e louvável destaque no cinema, Halloween: A Noite do Terror (1978), de John Carpenter, começou uma longa saga para a personagem Laurie Strode, que repercutiu na sequência Halloween 2 - O Pesadelo Continua! (1981) – filme roteirizado por Carpenter no qual ela claramente usou uma peruca – e mais tarde nos bem menos impactantes Halloween H20 - Vinte Anos Depois (1998) e Halloween – Ressurreição (2002).

Outros exemplares da linha aterrorizante que Jamie seguiu foram A Bruma Assassina, também de Carpenter, A Morte Convida para Dançar e O Trem do Terror, todos em 1980, além de Enigma na Estrada (1981). Sua voz pode ser ouvida no computador de Fuga de Nova York (1981), com Kurt Russell, e na telefonista de Halloween III: A Noite das Bruxas (1982).

Nos movimentados anos 80, Jamie continuou em ritmo frenético – mas não necessariamente notável – de um filme por ano, entre eles o televisivo Mulher Ardente (1981) e o drama A Volta por Cima, de 1984, época em que se casou com seu marido atual, Christopher Guest, de Isto É Spinal Tap. Ela encarnou o ideal fitness da década em Perfeição (1985) e fez ainda A Voz do Silêncio (1987) até protagonizar o sucesso Um Peixe Chamado Wanda (1988), ao lado do vencedor do Oscar Kevin Kline, e o policial Jogo Perverso (1989), de Kathryn Bigelow.

De 1989 a 92, Jamie atuou na série Anything But Love, mas não abandonou o cinema. Depois de Meu Primeiro Amor (1991), Eternamente Jovem (1992) e Meu Primeiro Amor: Parte 2 (1994), ela esteve em True Lies (1994), com Arnold Schwarzenegger, e Ferocidade Máxima (1997) – uma espécie de “repeteco” com a mesma equipe de Um Peixe Chamado Wanda – e dividiu o fracasso com William Baldwin e Donald Sutherland em Vírus (1999), filme “tão ruim que chega a ser chocante”, como a atriz alegou em entrevista, sem perder o senso de humor.

A nova década começou para Jamie com a pergunta que não quer calar: Quem Não Matou Mona? (2000). Após atuar em O Alfaiate do Panamá (2001), ela trocou de lugar com a filha adolescente interpretada por Lindsay Lohan em Sexta-Feira Muito Louca (2003), substituiu de vez o horror pela comédia em Um Natal Muito, Muito Louco (2004), estrelou Perdido pra Cachorro (2008) e usou o mesmo vestido que Sigourney Weaver em Você de Novo (2010).

Jamie dublou a versão norte-americana da animação Da Colina Kokuriko (2011), de Gorô Miyazaki, e apareceu em alguns episódios de NCIS: Investigações Criminais e New Girl. Também esteve em Veronica Mars: O Filme (2014), dirigiu um clube em Spare Parts (2015) e foi anunciada entre o elenco da espionagem Spychosis (2016).

Em um dos episódios de Scream Queens (2015), cujo título retoma um apelido usual dado a Jamie pela ampla participação em longas de terror, a eterna "rainha do grito" revive a cena clássica de sua mãe Janet Leigh em Psicose (1960), de Alfred Hitchcock. Confira!

--
E você? Conhece Jamie Lee Curtis por algum outro papel? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com os amigos!

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

E aí, meu irmão, cadê você?
Ralph Macchio, o KARATÊ KID
E aí, meu irmão, cadê você?
O elenco de CRASH - ESTRANHOS PRAZERES
E aí, meu irmão, cadê você?
As crianças de JURASSIC PARK