Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

E aí meu irmão, cadê você? Tippi Hedren, de OS PÁSSAROS E aí, meu irmão, cadê você?

Nathalie Hedren foi uma importante modelo nos anos 50, época em que fez uma breve aparição no filme The Petty Girl (1950), muitas capas de revistas e comerciais de TV... até ser descoberta por nosso voyeur preferido, Alfred Hitchcock, que a convenceu a assinar um contrato com a duração de sete anos em 1961. Depois de muitos testes (e da perda de Grace Kelly para a realeza) Tippi foi finalmente escolhida para protagonizar o clássico Os Pássaros (1963) – atuação que lhe garantiu um Globo de Ouro – e Marnie, Confissões de uma Ladra (1964).

Três anos depois de muito desgaste, ofensas, acusações mútuas e controvérsia entre a atriz iniciante e o mestre do suspense, terminado o contrato com Hitchcock que impediu Tippi de aceitar outros papéis, em 1967 ela esteve no último filme de Charles Chaplin, A Condessa de Hong Kong, com Sophia Loren e Marlon Brando.

Satan's Harvest (1970), filmado nas selvas da África do Sul, e uma ponta na série A Mulher Biônica (1976), foram escolhas profissionais que inspiraram uma questionável extravagância de Tippi: criar leões de estimação. Após alguma experiência doméstica com os felinos, ela e o segundo marido Noel Marshall produziram uma das aventuras mais perigosas do cinema, Roar (1981). “Nenhum animal foi ferido durante as filmagens”, dizia o slogan... (já os membros da equipe e da família, saíram bastante machucados e por pouco não foram mortos!). 

Tippi Hedren e a jovem Melanie Griffith, literalmente dormindo entre leões

Após voltar do rancho com Leslie Nielsen após o fracasso absoluto Sempre Haverá Outra Vez (1982), por ironia do destino Tippi foi uma garçonete no piloto de Alfred Hitchcock Presents (1985), programa criado depois da morte do diretor. Ainda na TV, ela fez A Sombra de uma Dúvida (1991), remake do original de 1943, Os Pássaros 2 (1994), do qual se envergonha até hoje, e mais tarde um episódio de Raising Hope (2010). 

É raro observar uma soma de títulos tão mal avaliados em uma filmografia, como a ação Sem Licença Para Matar (1989), o suspense No Frio da Noite (1990), Uma Garota em Apuros (1994), e uma participação especial no inacreditavelmente tosco Julie and Jack (2003). No entanto, é sempre possível garimpar produções interessantes em qualquer terreno cinematográfico, como Morando com o Perigo (1990), em que Tippi contracenou de novo com a filha Melanie Griffith, Ruth em Questão (1996), Acordei Cedo no Dia da Minha Morte (1998), o curta Tea with Grandma (2001), e o ótimo Huckabees: A Vida é Uma Comédia (2004), além do vampiresco Her Morbid Desires (2008).

Tippi continua envolvida em projetos sociais e pela causa animal, mas não se afastou das telas, atuando em filmes que não atingiram a distribuição internacional, como Free Samples (2012), com Jesse Eisenberg, o retrô Return to Babylon (2013), sobre os escândalos envolvendo estrelas de cinema da década de 20, The Ghost and the Whale, com estreia prevista para este ano, e também estará nas produções Section B, com Cyndi Lauper, e Lizzie's World: The Secret of the Magic Trunk.

Tippi Hedren com a filha Melanie Griffith e as netas Dakota Johnson e Stella Banderas

--

E você? Gosta de Tipp Hedren em algum papel específico que não apareceu aqui? Deixe seu comentário abaixo, compartilhe com os amigos e confira outras edições da coluna aqui!

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

E aí, meu irmão, cadê você?
Cadê você, Bibi Andersson?
E aí, meu irmão, cadê você?
Especial Dia do Rock: ISTO É SPINAL TAP
E aí, meu irmão, cadê você?
Rick Moranis, o maior nerd dos anos 80