Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

81 - Oscar 2017: Previsões da Primeira Fase (e lista dos Indicados) Conversa de Cinéfilo

Amigos do Cinema em Cena,

Oscar é eleição. Uma eleição que envolve cerca de 7.000 votantes concentrados principalmente em Los Angeles e Nova York e que, portanto, envolve campanhas e estratégias. Há algum tempo, escrevi sobre o assunto e expliquei por que a mais famosa premiação do Cinema tem mais a ver com verba publicitária do que com qualidade artística e, assim, não irei repetir a discussão aqui (o texto está aqui). Assim, por mais que alguns finjam deter uma capacidade quase sobrenatural de prever os indicados pela Academia, a verdade é que basta ficar atento durante a temporada de premiações para perceber quais projetos estão sendo promovidos pelos estúdios, quais têm recebido atenção das associações de críticos e quais conseguiram indicações das guilds – e pronto: uma lista razoavelmente certeira pode ser produzida. (Algo que comecei a fazer há longos 17 anos; naquele ano, me orgulho de ter apontado, por exemplo, como Soderbergh tinha boas chances de conseguir uma rara indicação dupla na categoria de Direção.)

Então vamos às previsões iniciais acerca dos indicados ao Oscar 2017 (a Academia anunciará as indicações na próxima terça-feira, dia 24 de janeiro). Aproveito para lembrar que, como faço todo ano, listarei os nomes e os títulos em ordem de probabilidade (as apostas mais seguras vêm em primeiro lugar) – e ressalto também que as previsões não refletem necessariamente minhas preferências.

(Atualização em 24 de janeiro: abaixo de cada categoria, os comentários sobre as indicações finais e como refletiram - ou não - as previsões.)

MELHOR FILME

La La Land: Cantando Estações (La La Land)

Moonlight

A Chegada (Arrival)

Manchester à Beira-Mar (Manchester by the Sea)

Lion

A Qualquer Custo (Hell or High Water)

Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures)

Até o Último Homem (Hacksaw Ridge)

Cercas (Fences)

Silence

(A surpresa possível aqui seria Animais Noturnos, mas suas chances caíram consideravelmente.)

Acertei todas as indicações. Errei apenas ao incluir dez indicados, quando apenas nove acabaram sendo listados. Com isso, Silêncio ficou de fora.

 

DIRETOR

Damien Chazelle, por La La Land: Cantando Estações

Barry Jenkins, por Moonlight

Denis Villeneuve, por A Chegada

Kenneth Lonergan, por Manchester à Beira-Mar

Mel Gibson, por Até o Último Homem

(A quinta e última vaga é uma incógnita: a Academia costuma incluir sempre uma surpresa e, este ano, esta poderia vir na forma de Garth Davis, por Lion, ou David Mackenzie por A Qualquer Custo. Por outro lado, Scorsese é sempre favorito e, claro, até mesmo Tom Ford poderia entrar dependendo da força de Animais Noturnos. Se fosse obrigado a apostar, porém, eu ficaria com Mackenzie.)

(4 em 5. Os quatro que considerei garantidos realmente foram indicados. A surpresa foi Mel Gibson ficar com a última vaga, algo que realmente não me ocorreu que pudesse acontecer em função de seus problemas pessoais passados. Pelo visto, a Academia considera que já está na hora de perdoá-lo.)

 

ATRIZ

Emma Stone, por La La Land: Cantando Estações

Natalie Portman, por Jackie

Amy Adams, por A Chegada

Meryl Streep, por Florence: Quem é essa Mulher?

Isabelle Huppert, por Elle

Ruth Negga, por Loving

(a surpresa aqui poderia ficar a cargo de Annette Bening, por 20th Century Women)

(4 em 5 - e a que errei (Amy Adams) acaba sendo uma das mais absurdas esnobadas cometidas pela Academia nos últimos anos. Por outro lado, acertei Isabelle Huppert, que muitos deixaram de fora das previsões. E para quem acha que Streep ficou com a vaga de Adams, volto a lembrar: Oscar é estratégia de campanha e também relações pessoais: em termos de estratégia, Streep garantiu a indicação ao fazer seu discurso demolidor contra Trump no Globo de Ouro (a única maneira de o Globo de Ouro ter influência é assim: um discurso bom/ruim pode ajudar/atrapalhar um aspirante ao Oscar); quanto às "relações pessoais", bom... Streep é uma das figuras mais populares de Los Angeles.)

 

ATOR

Casey Affleck, por Manchester à Beira-Mar

Denzel Washington, por Cercas

Andrew Garfield, por Até o Último Homem

Viggo Mortensen, por Capitão Fantástico

Ryan Gosling, por La La Land: Cantando Estações

(5 em 5.)

 

ATRIZ COADJUVANTE

Viola Davis, por Cercas

Michelle Williams, por Manchester à Beira-Mar

Nicole Kidman, por Lion

Naomie Harris, por Moonlight

Octavia Spencer, por Estrelas Além do Tempo

(5 em 5.)

 

ATOR COADJUVANTE

Mahershala Ali, por Moonlight

Jeff Bridges, por A Qualquer Custo

Dev Patel, por Lion

Hugh Grant, por Florence: Quem é essa Mulher?

Lucas Hedges, por Manchester à Beira-Mar

Michael Shannon, por Animais Noturnos

(Não seria surpresa caso Hedges cedesse lugar a um dos dois coadjuvantes de Animais Noturnos, Aaron Taylor-Johnson ou Michael Shannon.)

(4 em 5. Errei apenas ao superestimar as chances de Grant; ainda assim, apontei que, caso houvesse uma surpresa, viria de Animais Noturnos.)

ROTEIRO ADAPTADO

A Chegada

Moonlight

Estrelas Além do Tempo

Cercas

Lion

(De novo: as chances de Animais Noturnos aqui dependerão de sua força nas demais categorias. Mas não estão parecendo boas.)

(5 em 5.)

 

ROTEIRO ORIGINAL

Manchester à Beira-Mar

La La Land: Cantando Estações

A Qualquer Custo

O Lagosta (The Lobster)

Capitão Fantástico

20th Century Women

(Surpresa possível: 20th Century Women)

(4 em 5. Mas não só apontei que Capitão Fantástico era o que menos seguro estava como ainda sugeri que 20th Century Women era o substituto mais provável. Eu acho que merecia colocar 5 em 5 aqui - principalmente por ter adivinhado O Lagosta -, mas vocês são muito rigorosos comigo, o que é injusto e me deixa muito, muito triste.)

 

FILME ESTRANGEIRO

Toni Erdmann (Alemanha)

O Apartamento (Irã)

Terra de Minas (Dinamarca)

Um Homem Chamado Ove (Suécia))

Minha Vida de Abobrinha (Suíça)

Tanna (Austrália)

(Normalmente, eu apostaria em Paraíso na quinta colocação, mas acho que algo prejudicará o filme: a ajuda que a Rússia deu a Trump nesta eleição. Como eu disse, Oscar é eleição e fatores externos o afetam.)

(4 em 5. O que eu considerava menos seguro realmente ficou de fora - e, de fato, Paraíso não contornou o fator "Putin-Trump". Com isso, a Austrália entrou na lista.)

 

ANIMAÇÃO

Kubo e as Cordas Mágicas

Moana

Zootopia

A Tartaruga Vermelha

Minha Vida de Abobrinha

(5 em 5. E fico particularmente orgulhoso por ter previsto Minha Vida de Abobrinha, que quase ninguém acreditava ter chances.)

 

DOCUMENTÁRIO

O.J.: Made in America

A 13a. Emenda

I Am Not Your Negro

Cameraperson

The Ivory Game

Fire at Sea

Life, Animated

(Mas o sentimental Life, Animated poderia facilmente encontrar espaço na lista.)

(3 em 5. Os dois que estavam nas últimas posições em minha lista - e, portanto, que eu considerava mais vulneráveis - ficaram de fora. E apontei que Life, Animated tinha chances de entrar. Por outro lado, ignorar Fire at Sea foi um erro ridículo de minha parte.)

 

FOTOGRAFIA

La La Land: Cantando Estações

A Chegada

Moonlight

Silêncio

Lion

(Jackie também tem sua parcela – menor – de chances.)

(5 em 5.)

 

MONTAGEM

La La Land: Cantando Estações

A Chegada

Moonlight

Até o Último Homem

A Qualquer Custo

(5 em 5.)

 

DESIGN DE PRODUÇÃO

La La Land: Cantando Estações

Jackie

Animais Fantásticos e Onde Habitam

A Chegada

Ave, César!* (Previ o filme no parênteses abaixo,)

Passageiros

(Outra categoria cuja última vaga é difícil prever. Particularmente, tendo a apostar em Ave, César!, mas Animais Noturnos – que, como vocês já devem ter percebido, considero a grande incógnita deste ano – poderia entrar dependendo de sua força nas demais categorias.)

(4 em 5. Escrevi que a quinta vaga era díficil de prever, mas apostei em Ave, César! - outra possibilidade pouquíssimo considerada por quem costuma fazer estas previsões. No entanto, confesso que em nenhum momento considerei que Passageiros tivesse qualquer chance. Entre todos os filmes anunciados hoje em qualquer categoria, este foi o que mais me surpreendeu.)

 

FIGURINO

Jackie

La La Land: Cantando Estações

Florence: Quem é essa Mulher?

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Aliados (Allied)

(Não descartem Estrelas Além do Tempo, contudo.)

(5 em 5. Fiquei particularmente orgulhoso por prever Aliados.)

 

TRILHA SONORA

La La Land: Cantando Estações

Moonlight

Lion

Rogue One

Jackie

Passageiros

(4 em 5. Como falei, realmente jamais me ocorreu que teríamos "Passageiros - Um Filme Indicado a Dois Oscars".)

 

CANÇÃO ORIGINAL

“City of Stars”, de La La Land: Cantando Estações

“How Far I’ll Go”, de Moana

“Audition”, de La La Land: Cantando Estações

“Runnin’”, de Estrelas Além do Tempo

“Drive It Like You Stole It”, de Sing Street

"Can't Stop the Feeling", de Trolls

"The Empty Chair", de Jim: The James Foley Story

(Observação importante: a Academia tem costumado incluir música de algum documentário nesta categoria. Caso isto ocorra também este ano, minha aposta é “A Letter to the Free”, de A 13a. Emenda.)

(3 em 5. Os dois últimos da minha lista realmente caíram, mas os dois que acabaram entrando em seu lugar me pegaram de supresa. A música de Trolls, para ser sincero, nem tanto - alguns leitores já haviam apontado que a Academia dificilmente resistiria a Justin Timberlake; a de Jim: The James Foley Story, porém, jamais me ocorreu. Ainda assim, e só pra não dar o braço a torcer completamente, eu apontei que a Academia tem incluído canções de documentário - só errei o escolhido. ;) )

 

SOM

La La Land: Cantando Estações

A Chegada

Até o Último Homem

Rogue One

Horizonte Profundo: Desastre no Golfo (Deepwater Horizon)

13 Horas

(4 em 5. O último da minha lista realmente caiu, mas eu não soube apontar seu substituto.)

 

EDIÇÃO DE SOM

Até o Último Homem

A Chegada

Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Sully: O Herói do Rio Hudson (Sully)

Rogue One

La La Land

(4 em 5. Novamente, o último da minha lista caiu, mas não acreditei que a paixão cega por La La Land levasse a Academia a incluí-lo aqui também.)

 

MAQUIAGEM

Florence: Quem é Essa Mulher?

Deadpool

Um Homem Chamado Ove

Star Trek Beyond

Esquadrão Suicida

(1 em 3. Curioso: previ o mais difícil, já que não é comum que a Academia indique filmes estrangeiros em Maquiagem, mas errei os outros dois. Por outro lado, jamais imaginei que houvesse a possibilidade de Esquadrão Suicida poder incluir as palavras "indicado ao Oscar" em seus materiais promocionais.)

 

EFEITOS VISUAIS

Mogli: O Menino Lobo (The Jungle Book)

Rogue One

A Chegada

Doutor Estranho (Doctor Strange)

Kubo e as Cordas Mágicas

Horizonte Profundo

(4 em 5.)

 

CURTA ANIMAÇÃO

Piper

Inner Workings

Blind Vaysha

The Head Vanishes

Sous tes Doigts (Sob Seus Dedos)

Pear Cider and Cigarettes

Pearl

Borrowed Time

(2 em 5. Meu pior resultado este ano. Prometo melhorar.)

 

CURTA LIVE ACTION

Nocturne in Black

Sing

The Way of Tea (Les frémissements du thé)

Timecode

Bon Voyage

Silent Nights

La femme et le TGV

Ennemis Intérieurs

(2 em 5. Empate como pior resultado este ano.)

 

CURTA DOCUMENTÁRIO

Joe’s Violin

The White Helmets

The Mute’s House

Extremis

Watani: My Homeland

4.1 Miles

(4 em 5.)

 

Espero vocês aqui na terça-feira.

Um grande abraço e bons filmes!

(Ah, aposto que estas previsões podem te ajudar no bolão da família/do trabalho/dos amigos. Se ajudar - e se você curtir as críticas que lê aqui no Cinema em Cena -, saiba que ficamos bastante felizes, pois o site precisa de seu apoio para continuar a existir e a produzir conteúdo de forma independente. Para saber como ajudar, basta clicar aqui - só precisamos de alguns minutinhos para explicar. E obrigado desde já pelo clique!)

Sobre o autor:

Pablo Villaça, 18 de setembro de 1974, é um crítico cinematográfico brasileiro. É editor do site Cinema em Cena, que criou em 1997, o mais antigo site de cinema no Brasil. Trabalha analisando filmes desde 1994 e colaborou em periódicos nacionais como MovieStar, Sci-Fi News, Sci-Fi Cinema, Replicante e SET. Também é professor de Linguagem e Crítica Cinematográficas.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

Conversa de Cinéfilo
48 - 2007 em Números e Estrelas
Conversa de Cinéfilo
82 - Oscar 2017: Previsões Finais
Conversa de Cinéfilo
39 - 2004 em Números e Estrelas