Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Semana em Streaming #9 Cinema em Streaming

Vamos a alguns dos destaques da semana nas plataformas de streamings:

  • Dentre as estreias no Sesc Digital desta semana, dois documentários políticos de bastante interesse: Notícias de uma Guerra Particular (1999), de Kátia Lund e João Moreira Salles, e Libertem Angela Davis (2012), de Shola Lynch. Tem também Dominguinhos (2014), um desses documentários sobre nossos grandes artistas e que no mínimo valem pelas imagens de arquivo; Vaga Carne (2019), o incrível média metragem da Grace Passô, que ela dirige, atua e adapta texto de sua própria peça; e sucessos de crítica e festivais de cinema da década passada, Corpo e Alma (2017), da húngara Ildikó Enyedi, Urso de Ouro de Melhor Filme em Berlim, e Laurence Anyways (2012), do canadense Xavier Dolan. Lembrando que todos os filmes disponíveis no Sesc Digital são gratuitos e não é necessário cadastro.

  • No Belas Artes à La Carte, teve início a Mostra “Volta ao Mundo: Macêdonia do Norte”, em que “os assinantes podem assistir com exclusividade sete filmes produzidos entre 2017 e 2020, todos inéditos no Brasil. A seleção reúne três longas-metragens, um média e três curtas, entre eles comédias, dramas e documentários, com participações e premiações em importantes festivais internacionais”. Os longas são O Ingrediente Secreto (2017), Willow (2019) e O efeito Felicidade (2019). Os dois primeiros foram representantes do país no Oscar, um ano antes e um depois de Honeyland ter sido indicado tanto para Filme Internacional quanto para Documentário - este no Brasil só está disponível para aluguel/compra na Apple TV, Google Play e Microsoft.

  • O CPC-UMES Filmes colocou hoje, 11/03, em seu canal no Youtube, a obra-prima russa A Ascensão (1977), da diretora Larisa Shepitko, que poderá ser vista até às 19h de domingo, 13/03, gratuitamente. A exibição faz parte do projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa", que já tem previstos mais dois filmes a serem exibidos nos próximos fins de semana: Sonhos (1993), de Karen Shakhnazarov (18 a 20/03) e Ela (2013), de Larisa Sadilova.

  • Outros filmes gratuitos (após um rápido cadastro) e destaques vem do Itaú Cultural Play. Além de grandes obras do nosso cinema, está rolando a Mostra de documentários “Mulheres em Luta”, com três longas e três curtas, incluindo uma das obras-primas máximas do cinema brasileiro, Cabra Marcado Para Morrer (1984), de Eduardo Coutinho, Terra Para Rose (1987), de Tetê Moraes e Que Bom Te Ver Viva (1989), de Lúcia Murat. A ideia da Mostra é reunir “produções que tratam do protagonismo político das mulheres no documentário brasileiro. Nestas obras, a experiência feminina desafia a opressão, a desigualdade e as assimetrias do espaço doméstico, revelando uma sociedade ainda conservadora e excludente”.

  • No Dia Internacional das Mulheres, a MUBI Brasil lançou um filme do Chade, de seu mais ilustre cineasta, Mahamat-Saleh Haroun: Lingui, The Sacred Bonds (2021) esteve na seleção oficial de Cannes do ano passado, e Haroun aborda tema polêmico e necessário para discutir as leis patriarcais que controlam os corpos das mulheres de seu país. O cineasta tem outros dois filmes na plataforma: Abouna - Nosso Pai (2002) e Hissein Habré, A Chadian Tragedy (2016).

  • Os maiores lançamentos nas plataformas mais famosas foram de filmes “para toda a família”. A nova animação da PIXAR, Red: Crescer é uma Fera (2022), foi direto para o streaming da Disney Plus, sem passar pelos cinemas; o mesmo para a nova aventura e ficção de Shawn Levy e com Ryan Reynolds, O Projeto Adam (2022), após o sucesso de ambos com Free Guy - Assumindo o Controle (2021), mas desta vez pela Netflix; por fim, o nacional Turma da Mônica - Lições (2021) chegando com exclusividade na Amazon Prime após exibição nos cinemas com bom público e muitos elogios.