Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Especial Oscar #8 (Montagem) Cinema em Streaming

Vamos a dicas nos streamings de mais uma categoria de prêmios da Academia, com alguns comentários. Lembrando que o ano do Oscar sempre me refiro ao de produção dos filmes e não da cerimônia (que é sempre no início do ano seguinte).

Posts anteriores:

Melhores Efeitos Visuais

Melhor Som

Melhor Maquiagem

Melhor Figurino

Melhor Design de Produção

Melhor Fotografia

Melhor Trilha Sonora


Os indicados ao Oscar 2021 de Melhor Montagem são:

Não Olhe Para Cima (Don’t Look Up, 2021): Netflix (inclusive em 4k)

Duna (Dune): HBO Max, aluguel/compra na Apple TV, compra no Google Play e Microsoft (em todos inclusive em 4k)

King Richard: Criando Campeãs (King Richard): HBO Max (inclusive em 4k)

Ataque dos Cães (The Power of The Dog): Netflix (inclusive em 4k)

tick, tick… BOOM! (idem): Netflix (inclusive em 4k)

Um modo resumido de explicar a importância da Montagem é usar a já lendária declaração da montadora Thelma Schoonmaker, parceira profissional de Martin Scorsese desde Touro Indomável (1980): ao ser perguntada como uma dama tão gentil se sente ao trabalhar com filmes tão violentos como os de Scorsese, ela respondeu “Mas eles só se tornam violentos depois que eu os monto”. A Montagem, portanto, não significa apenas “juntar” o material filmado numa determinada ordem, eliminando ou diminuindo sequências, etc. Ela é produtora de sentidos na seleção, junção, justaposição, duração, choque e mesmo omissão, seja de um único plano ou um conjunto deles; assim como uma composição musical ou um texto, escrito ou oral, um filme é feito de ritmo, cadência, fluência, pausas. É na Montagem que a obra ganha vida.

A categoria, no entanto, só foi criada pela Academia em 1934, na sua sétima edição. Mas logo foi se estabelecendo a relação entre o reconhecimento do trabalho de montagem com os principais filmes do ano: até hoje, apenas 10 vencedores do Oscar de Melhor Filme não foram ao menos indicados ao Oscar de Melhor Montagem. Nove deles foram há mais de 40 anos (Gente Como a Gente, o último deles em 1980) e após isto, apenas Birdman (2014) não recebeu indicação e por um motivo óbvio, pois o filme se apresenta (embora não seja bem assim) como um único plano-sequência, sem cortes. A título de comparação, há apenas 5 vencedores do Oscar de Melhor Filme que não foram indicados ao Oscar de Melhor Direção, mas as últimas duas vezes foram recentes, Argo (2012) e Green Book (2018).