Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

As estreias mais aguardadas de 2013 - parte 3 Clube dos Cinco

O Clube dos Cinco fecha o preview de lançamentos para 2013 com as produções brasileiras mais aguardadas por nossa equipe. A lista inclui tanto filmes que já passaram por festivais em 2012 quanto longas que ainda não tiveram exibições públicas.

Não deixe de conferir, também, a primeira parte do especial, com os filmes que já estrearam lá fora, e a segunda parte, com os filmes que ainda são inéditos em seus países de origem.

Divulgação 

Meu Pé de Laranja Lima (2012, dir.: Marcos Bernstein) – por Renato Silveira

Baseado no clássico da literatura brasileira de José Mauro de Vasconcelos, Meu Pé de Laranja Lima já tinha virado filme em 1970, com direção de Aurélio Teixeira, e ganhado versões televisivas. A mais nova adaptação do romance, que fala sobre as alegrias e angústias da infância através dos olhos e da mente criativa de um garoto pobre do interior de Minas Gerais, chega pelas mãos de Marcos Bernstein, que fez um bom trabalho em sua estreia na direção com o drama policial O Outro Lado da Rua (2004), estrelado por Fernanda Montenegro e Raul Cortez.

Também um renomado roteirista (Central do Brasil, Terra Estrangeira, Zuzu Angel, Chico Xavier, entre outros estão em seu currículo), Bernstein transpôs a história original, situada na época em que José Mauro de Vasconcelos viveu sua infância, para os dias atuais. No papel do pequeno, travesso e imaginativo Zezé está o estreante João Guilherme Ávila, enquanto o veterano José de Abreu vive o Portuga, melhor amigo do protagonista. O filme foi exibido no último Festival do Rio.

Estreia prevista: 29/03/2013

Divulgação 

Quando Eu Era Vivo (2013, dir.: Marco Dutra) – por Heitor Valadão

Muito mal conhecido como “o novo filme com a Sandy”, Quando Eu Era Vivo pode surpreender muita gente. Não apenas por ser o novo filme de Marco Dutra, codiretor do elogiado Trabalhar Cansa, mas por ser baseado no livro A Arte de Produzir Efeito Sem Causa, de Lourenço Mutarelli. O escritor também é responsável por O Cheiro do Ralo, que foi adaptado para as telas pelo diretor Heitor Dhália, com Selton Mello no papel principal.

O livro conta a história de Júnior, um homem que, após uma traição, abandona a família e volta morar com seu pai. Só que estranhos pacotes anônimos, com antigos recortes de jornais e revistas, começam a chegar à casa, levando o protagonista a uma busca pelo passado. No elenco estão Antônio Fagundes, Marat Descartes e a já mencionada Sandy Leah, já encarnando um papel mais adulto após suas aventuras televisivas.

Estreia prevista: junho, sem data definida

Divulgação 

A Busca (2012, dir.: Luciano Moura) – por Larissa Padron

Quem ouve falar que em 2013 estreia o nacional A Busca, com esse nome tão genérico, pode nem dar muita atenção. Quanto mais considerando ser o filme de estreia de Luciano Moura, que até hoje só dirigiu alguns episódios das séries de TV Antônia e Filhos do Carnaval.

Mas o longa, que até poucos meses atrás tinha um nome bem mais interessante, A Cadeira do Pai, teve uma boa recepção na última edição do Festival de Sundance, onde concorreu ao Grande Prêmio do Júri. Além disso, o filme, que narra a história de um médico que coloca a carreira acima de tudo e começa a dar mais valor à família quando seu filho desaparece, conta com um talentoso elenco: Wagner Moura (o nosso Ricardo Darín), Lima Duarte e Mariana Lima.

Estreia prevista: 08/03/2013

Divulgação 

Uma História de Amor e Fúria (2012, dir.: Luiz Bolognesi) – por Heitor Valadão

Já não bastasse ser a estreia do diretor Luiz Bolognesi, roteirista de Bicho de Sete Cabeças, na direção, Uma História de Amor e Fúria ainda é uma animação, coisa pouco comum no cinema brasileiro. Com experiência em documentários, Bolognesi é auxiliado por um elenco poderoso que conta com Selton Mello e Camila Pitanga dando voz aos personagens principais.

O filme conta quatro histórias através da visão de um personagem vivo há mais de 600 anos. Tudo se passa da chegada dos portugueses às nossas praias até o ano 2080. De longe, pode lembrar até A Viagem, nova colaboração dos irmãos Wachowski (Matrix) com o alemão Tom Tykwer (Perfume: A História de um Assassino). O filme chamou a atenção no último Festival do Rio, mas teremos que esperar mais um pouco para conferir em circuito nacional. Se não for adiado, claro.

Estreia prevista: 23/03/2013

 Divulgação

Faroeste Caboclo (2013, dir.: René Sampaio) – por Tullio Dias

O plano original envolvia o lançamento de duas produções em homenagem ao ídolo Renato Russo nos cinemas em 2012. Mas alguém mudou de ideia e tanto Faroeste Caboclo quanto Somos Tão Jovens acabaram adiados para 2013 (sendo que o segundo filme não tem nem data de estreia confirmada).

Os fãs da Legião Urbana sabem que a espera não será um tempo perdido e pelo menos a dramatização da saga de João de Santo Cristo será lançada nas telas de cinema do país. A expectativa é grande, pois, afinal de contas, a letra da música já virou filme na mente de milhares de pessoas. Se a realidade atingir a perfeição dos sonhos dessa geração Coca-Cola, desde já podemos dizer que Faroeste Caboclo terá lugar garantido na lista de grandes destaques do ano. 

A direção ficou nas mãos de René Sampaio, que trabalhou com muitos atores desconhecidos para dar vida aos 159 versos de uma música que quase sem querer virou uma das principais faixas rock nacional. Ou você acha que num país como este, Renato Russo realmente esperava fazer sucesso com uma canção de praticamente dez minutos?

Estreia prevista: 30/05/2013

MENÇÃO HONROSA

Divulgação

O Som ao Redor (2012, dir.: Kleber Mendonça Filho) – por Renato Silveira

Vindo de uma premiada carreira como curta-metragista, Kleber Mendonça Filho está dando sequência a essa trajetória de sucesso com seu primeiro longa. O Som ao Redor ganhou não só troféus importantes nos festivais por onde passou no Brasil (Melhor Direção e Melhor Filme pelo Público e pela Crítica em Gramado, Melhor Filme e Roteiro no Rio, Melhor Filme na Mostra de São Paulo) como tem chamado a atenção lá fora, figurando, inclusive, na lista de melhores do ano do renomado crítico do jornal The New York Times, A.O. Scott.

O Som ao Redor recebe menção honrosa nesta lista porque já está chegando ao circuito, e depois de ter sido tão visto e elogiado em festivais é, praticamente, um filme de 2012. Todo esse boca-a-boca positivo, felizmente, se justifica na tela, onde acompanhamos o cotidiano de uma vizinhança de classe média no Recife, com dramas domésticos com que a maior parte da plateia irá se identificar.

Estreia prevista: 04/01/2013

Deixe sua contribuição nos comentários abaixo e compartilhe com os amigos!
--
EDIÇÕES ANTERIORES DA COLUNA

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

Clube dos Cinco
Bichos (monstros e um alienígena) que nos fizeram chorar no cinema
Clube dos Cinco
Cinco filmes que têm pontas de atores famosos
Clube dos Cinco
Cinco músicas de Lou Reed usadas no cinema