Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Alan Ruck, o Cameron de CURTINDO A VIDA ADOIDADO E aí, meu irmão, cadê você?

O nome Ferris Bueller é conhecido de todos. Mas o que seria de Dom Quixote sem o seu fiel escudeiro? O tímido e complexado Cameron, que acompanha Ferris em seu "dia de folga", chega a roubar o filme em algumas cenas. Por isso, hoje é dia de perguntarmos: e aí, Alan Ruck, cadê você?

Nascido em 1º de julho de 1956, em Cleveland, Ohio, Alan D. Ruck começou tarde em sua carreira de ator. Seu primeiro papel creditado no cinema foi em Bad Boys - ou Juventude Em Fúria (1983) - que tinha em seu elenco o jovem Sean Penn como um garoto que é mandado para o reformatório após acidentalmente matar uma pessoa. Não, não é o filme dirigido por Michael Bay com Will Smith e Martin Lawrence.

Alan RuckPoucos anos depois, em 1986, era lançado nos cinemas Curtindo a Vida Adoidado. O diretor John Hughes, após ter oferecido o papel a Anthony Michael Hall (que recusou pelo medo de se tornar repetitivo) e Emilio Estevez, acabou escalando Ruck, que na época tinha 29 anos, para interpretar um garoto no último ano da escola. O filme foi um sucesso instantâneo, abrindo portas para Matthew Broderick e Mia Sara, mas Ruck acabou se contentando com papéis em comédias menores, como Ninguém Segura Essa Garota (1987), ao lado de Charlie Sheen, e Os Três Fugitivos (1989), com Nick Nolte e Martin Short.

Depois de uma pequena participação em Young Guns II - Jovem Demais para Morrer (1990) como um caubói relutante, Ruck procurou o mundo menos inseguro da televisão. Ganhou o papel principal na série Going Places, que durou apenas uma temporada. Nos anos seguintes, sobrevivendo de pequenos papéis na TV, o ator acabou tentando flertar com Sandra Bullock quando ela se senta no banco à sua frente em Velocidade Máxima (1994). Aparentemente, começou ali uma amizade com o diretor Jan De Bont, que também o escalou para a equipe caçadora de tornados de Twister (1996).

Nesse meio tempo, Ruck continuou na televisão com participações em séries como Mad About You, Muscle, e até teve uma breve participação em Jornada nas Estrelas: Generations (1994), como o Capitão Harriman, que aparece no início, apenas para perder seu posto. Até que finalmente o ator conseguiu um trabalho estável: durante seis anos, ao lado de Michael J. Fox, foi um dos assessores do prefeito em Spin City.

Ruck passou a se dedicar a pequenos papéis em produções como Doze é Demais (2003) e Ghost Town - Um Espírito Atrás de Mim (2008) e Eu Te Amo, Beth Cooper (2009), além de séries e produções para a TV. Seu último trabalho em um filme de destaque foi em Decisões Extremas (2010), com Brendan Fraser e Harrison Ford, que pesquisam a cura para uma doença genética que, com o tempo, matará a filha do personagem de Fraser.


Alan Ruck em O Chamado de Xangai (2012)

----

E você? Lembra de algum outro filme ou série com a participação marcante do ator? Deixe seu comentário abaixo, compartilhe com os amigos e confira outras edições da coluna aqui! 

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

E aí, meu irmão, cadê você?
Cadê você, Bill Pullman?
E aí, meu irmão, cadê você?
O elenco de E.T. - O EXTRATERRESTRE
E aí, meu irmão, cadê você?
Olivia Newton-John e o elenco de GREASE