Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Os garotos de CONTA COMIGO E aí, meu irmão, cadê você?

Não é incomum que atores e diretores façam um grande filme, depois se comprometam a diversas porcarias e acabem caindo no ostracismo do mercado DTV (direct to video). Às vezes, nem isso. E Aí, Meu Irmão, Cadê Você? é uma nova coluna (que pega emprestado o nome brasileiro do filme dos irmãos Coen) que irá resgatar esses artistas. Ou, pelo menos, dar alguma satisfação aos nossos leitores. Para isso, começamos com os quatro garotinhos de Conta Comigo, um clássico dos anos 80, dirigido por Rob Reiner.

River Phoenix (Chris Chambers)

Logo após fazer Viagem ao Mundo dos Sonhos, ao lado de um também pirralho Ethan Hawke, Phoenix ganhou o papel do mais curioso personagem de Conta Comigo. Quem parecia ser apenas o sidekick do personagem principal (e que também funciona como narrador, Gordie Lachance), Phoenix rouba a cena como o torturado irmão mais novo do vilão da história, Ace. Assim, acabou ganhando papéis ainda mais vitais em A Costa do Mosquito, Espiões Sem Rosto e O Peso de um Passado, que acabou rendendo a ele uma indicação ao Oscar. Tamanho reconhecimento finalmente colocou o ator nas graças do público quando este viveu o jovem Indiana Jones durante os minutos iniciais de Indiana Jones e a Última Cruzada. Sempre atrás de papéis desafiadores e sem se importar com sucesso nas bilheterias, Phoenix viveu o homossexual Mike Waters em Garotos de Programa, de Gus Van Sant, e fez diversos filmes menores até a fatídica noite de 31 de outubro de 1993. Depois de uma noitada regada por muito álcool e drogas na companhia de amigos e de seu irmão Joaquin, Phoenix teve uma overdose fatal na calçada ao sair da boate The Viper Room - cujo dono era ninguém menos que Johnny Depp.

Wil Wheaton (Gordie Lachance)

Depois de alguns papéis na TV, Wheaton teve sua grande chance em Conta Comigo. Chance essa aparentemente desperdiçada. Após alguns filmes que passaram despercebidos pelo grande público, ele conseguiu o papel do jovem tripulante da Enterprise, Wesley Crusher, na série Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, onde trabalhou por oito anos. Mas, mesmo assim, depois dessa empreitada acabou trabalhando apenas em papéis secundários na televisão. Chegou a abandonar a carreira de ator para tentar produzir vídeos próprios, inclusive se passando por um mendigo que vivia nas ferrovias americanas. Hoje, voltou a ganhar alguma atenção por fazer participações especiais interpretando ele mesmo na série The Big Bang Theory, uma das maiores audiências atuais da TV americana. Na série, ele é o pior inimigo do personagem Sheldon Cooper, vivido por Jim Parsons.

Corey Feldman (Teddy Duchamp)

Mais um trágico caso de "jovem Hollywood" que acabou se perdendo no mundo do vício. Feldman já era um pequeno astro ao fazer Conta Comigo devido a seus diversos trabalhos em dublagem e para a TV, mas especialmente por suas participações em Gremlins e Os Goonies. Depois disso, ainda emplacou mais sucessos, como Os Garotos Perdidos e suas parcerias com seu amigo Corey Haim nos filmes Sem Licença Para Dirigir e Um Sonho Diferente. Mas os amigos deixaram o sucesso subir à cabeça e caíram nas drogas, juntamente com a namorada de Feldman na época, Drew Barrymore. Hoje, Drew é diretora, produtora e atriz de sucesso. Haim não conseguiu se livrar das drogas e morreu em 2010. Feldman aparentemente se mantém sóbrio, mas hoje trabalha em projetos menores do temido mercado DTV e continua a fazer dublagens.

Jerry O'Connell (Vern Tessio)

Quem diria? O gordinho feioso que estava fazendo seu primeiro trabalho como ator acabou se tornando galã! Talvez por isso o ator demorou tanto a retornar a um papel que lhe trouxesse alguma notoriedade. O'Connell reapareceu já jovem e másculo na comédia nojeira Joe e as Baratas e como o jogador de futebol Frank "Cush" Cushman em Jerry Maguire. A partir daí, não parou mais e chegou até a flertar com o estrelato com papéis importantes em grandes produções, como Pânico 2 e Missão: Marte. Já como protagonista, não emplacou. A comédia Gatos Numa Roubada afundou nas bilheterias e Canguru Jack também não impressionou. Depois disso, ele fez diversos trabalhos como dublador e participações em séries de TV. Durou alguns anos em Crossing Jordan e depois alçou vôos mais altos como protagonista em Carpoolers, Do Not Disturb e The Defenders, mas sas séries tiveram vida bem curta.

Menção honrosa: Kiefer Sutherland (Ace Merrill)

O mais bad boy da safra de atores que estourou nos anos 80, Sutherland teve seus primeiros anos de glória após Conta Comigo com sucessos como Os Garotos Perdidos, Os Jovens Pistoleiros e Linha Mortal. Chegou inclusive a ficar noivo da atual rainha de Hollywood, Julia Roberts, mas o casamento foi cancelado poucos dias antes da cerimônia. Boatos dizem que a razão da ruptura foi o vício de Sutherland em álcool e mulheres de "vida fácil". Depois disso, o ator até teve sucessos aqui e ali, mas mais como coadjuvante, como em Questão de Honra e Os Três Mosqueteiros, da Disney, mas seus demônios sempre atrapalhavam sua carreira. Conseguiu ficar sóbrio tempo suficiente para fazer história em um retorno triunfal na televisão, como Jack Bauer nas oito temporadas de 24 Horas. Agora que a série acabou, Sutherland está vagarosamente voltando ao cinema em filmes de forma diversificada, hora fazendo vozes para desenhos animados, como Selvagem e Monstros vs. Alienígenas, mas também em trabalhos mais maduros, como Melancolia.

Quer saber o paradeiro de algum ator que marcou época? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected]

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

E aí, meu irmão, cadê você?
John McTiernan, diretor de DURO DE MATAR
E aí, meu irmão, cadê você?
Bridget Fonda, a musa dos anos 90
E aí, meu irmão, cadê você?
O elenco da trilogia MAD MAX