Seja bem-vindx!
Acessar - Registrar

Aerosmith Cineclipado

O Brasil receberá atrações de peso no mundo da música nas próximas três semanas. Isso pouco mais de um mês após o mega festival Rock in Rio (que inclusive ganhou um especial de duas partes aqui no Cineclipado, já viu? Aqui e aqui). Neste final de semana, será a vez do Aerosmith, uma das maiores bandas de rock norte-americanas, tocar no país pela quarta vez. Na semana seguinte será a dobradinha Pearl Jam e Festival Planeta Terra. Já no final de semana do feriado de 15 de novembro, a grande atração musical ficará por conta do Festival SWU. Haja dinheiro e disposição para acompanhar tudo.

Aproveitando que o Renato Silveira, editor-chefe do Cinema em Cena, está em São Paulo para conferir a Mostra de SP e também a apresentação de Steven Tyler e Cia., nada melhor que dedicar uma edição da coluna para homenagear a banda e toda a sua "contribuição" para o cinema.

Formada em 1970 e servindo de referências para bandas como Metallica e Guns N' Roses, o Aerosmith é um dos maiores mitos do mundo da música ainda em atividade. A banda já lançou 14 discos de estúdio, inúmeras coletâneas e CDs ao vivo, e entre as idas e vindas (Tyler e o guitarrista Joe Perry vivem se estranhando e ameaçando encerrar a banda, o que de fato esteve perto de acontecer várias vezes), a banda permanece respeitada e mostrando vigor nas apresentações ao vivo.

O cineasta Ron Howard anunciou recentemente que comprou os direitos da autobiografia do vocalista Steven Tyler e que pretende realizar um filme sobre a história do frontman do Aerosmith. Se isso acontecerá ou não, só o tempo irá dizer. Certamente boas histórias não deverão faltar na hora de selecionar o material que entrará no filme.

O Aerosmith participou da trilha sonora de alguns filmes, com maior destaque para Armageddon, de Michael Bay. Foram quatro canções, incluindo a cover de "Come Together" (dos Beatles) e o mega hit "I Don´t Want To Miss a Thing". Um pouco antes, o Aerosmith fez uma participação especial em Quanto Mais Idiota Melhor 2, de Stephen Surjik, onde a canção "Dude Looks Like a Lady" é usada como trilha sonora. A mesma música também é usada em Uma Babá Quase Perfeita:

David Fincher (Clube da Luta) começou a sua carreira dirigindo alguns videoclipes de artistas como Madonna, George Michael e chegou a trabalhar junto com o Aeromisth na gravação do vídeo sombrio de "Janie's Got a Gun", em 1989. Quatro anos depois, Edward Furlong (A Outra História Americana) participou do clipe de "Living on the Edge". Nesse mesmo ano, "Dream On" virou tema de O Último Grande Herói, de John McTiernan e com Arnold Schwarzenegger no elenco. Essa música, ao lado de "Walk This Way" e "Sweet Emotion", é considerada como parte fundamental da discografia da banda.

Você, cinéfilo que também gosta de ouvir boas bandas, reflita bem enquanto assiste ao clipe de "Falling in Love (Is Hard on the Kness)". Se você tiver achado que os cortes são rápidos demais até mesmo para um clipe de rock n' roll, tente lembrar o nome de um diretor muito famoso por utilizar esse recurso em seus filmes. Pois é. Se você pensou em Michael Bay (Transformers), acertou em cheio. Bay comandou o vídeo oficial dessa canção, que é uma das únicas músicas do disco Nine Lives que ainda é tocada nos shows mais recentes. A outra faixa que costuma aparecer nos shows é "Pink".

O vídeo de "Hole in My Soul" merece a atenção por dois detalhes: o primeiro é a história bobinha, mas extremamente cativante, do nerd sem sorte no amor e que resolve criar clones para se dar bem; o segundo motivo é que Eva Mendes (The Spirit - O Filme) é uma dessas criações do cientista maluco. Sean William Scott (American Pie) também faz uma breve participação especial.

Mila Kunis (Cisne Negro) protagonizou o clipe de "Jaded", dirigido por Francis Lawrence (Eu Sou a Lenda). O mundo surreal criado pelo cineasta para retratar os dilemas da personagem de Kunis deve ter sido influência para Zack Snyder trabalhar o conceito de Sucker Punch. A tendência de viajar pelo mundo da fantasia continuou em "Sunshine", dirigido por Samuel Bayer (A Hora do Pesadelo). Tyler aparece interpretando o Chapeleiro Louco. A atriz Jessica Biel foi escolhida para estrelar o clipe futurista de "Fly Away From Here", uma das baladas de maior sucesso do Aerosmith. 

Não tem como falar dos clipes do Aerosmith e não lembrar de Liv Tyler e Alicia Silverstone, ou simplesmente do sensacional vídeo de "Crazy", que é quase como seria uma versão feminina de Curtindo a Vida Adoidado, de John Hughes. Silverstone já havia estrelado os vídeos de "Amazing" (novamente um flerte do Aerosmith com nerds sem sucesso no amor) e "Cryin", que conta a história de uma menina apaixonada pelo namorado babaca (Stephen Dorff) que faz uma tatuagem, coloca um piercing no umbigo e paquera com um galã numa lanchonete só para descobrir que o cara é um ladrãozinho mequetrefe (coincidência ou não, o personagem é interpretado por Josh Holloway, que anos depois ficaria famoso como o vigarista Sawyer da série Lost). Ela ainda faz um bungee jump suicida para irritar o namorado. Já Liv Tyler, filha do vocalista da banda (é incrível perceber as semelhanças entre os dois e ainda assim considerar o Steven Tyler horroroso), participou do vídeo de "I Don''t Want to Miss a Thing", cerca de quatro anos depois do lançamento de "Crazy", em 1994.

O clipe foi um dos maiores sucessos da MTV, sempre aparecendo na lista de mais assistidos e favoritos do público. Todo esse interesse do público pode ser resumido, quase que exclusivamente, na performance da dupla de atrizes. Misturando sensualidade e humor (por exemplo, a cena em que elas resolvem comprar óculos numa loja e pagam de uma forma inusitada) com os versos românticos da letra, o resultado acaba sendo irresistível. Detalhe para as cenas em que o Tyler pai e a filha fazem os mesmos movimentos. Sem dúvida, "Crazy" é um dos principais videoclipes da história, ao lado de "Smells Like Teen Spirit", do Nirvana; "Thriller", de Michael Jackson; e "Sabotage", do Beastie Boys.

Sobre o autor:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Você também pode gostar de...

Cineclipado
Veja videoclipe da banda AIR dirigido por Sofia Coppola
Cineclipado
Os melhores momentos do cinema nos videoclipes em 2011
Cineclipado
Daniel Radcliffe de ressaca no clipe da banda Slow Club